Projectos do Comité

O Comité Miss Angola criou em 2010 uma nova secção a que chamou Departamento de Projectos Sociais, com o intuito de estar mais perto do principal objectivo da Miss Angola, ou seja, apoiar os mais necessitados, alguns grupos de risco muito carentes e outras causas que merecem toda a atenção.

A liderar este departamento está a Cecília Octávio (Ceci) que pretende desenvolver projectos com base em discussões sobre temas relevantes da sociedade Angolana.

Em conjunto com empresas parceiras do Comité, os trabalhos vão desde visitas a locais de destaque em Angola, como por exemplo pontos turísticos, museus, cinemas, parques, entre outros, até programas socioeducativos para permitir o acesso das pessoas mais necessitadas a informações, lazer e cultura.

Todos os donativos que estes projectos conseguem angariar são distribuídos a hospitais, clínicas, lares e outros grupos e comunidades necessitadas.

“O nosso trabalho visa oferecer um pouco de carinho e apoio a quem tanto precisa. A Miss Angola não deve ser vista apenas como a mulher mais bonita do País, ela precisa ser entendida por todos como uma pessoa sempre pronta a ajudar e a discutir as questões da população mais carenciada.” assegura Ceci, visivelmente realizada com os trabalhos desenvolvidos.

Cecília Octávio prossegue dizendo que “às vezes chega a ser curioso ver a Miss Angola sentada numa mesa com nossa equipa, debatendo e sugerindo soluções. Destas conversas nascem os projectos que são apresentados a Direcção do Comité Miss Angola; então convidamos as empresas patrocinadora.

para os participantes. Os trabalhos do Comité contam ainda com dois autocarros oferecidos pela MACON e com uma carrinha 4x4 que o BNI – Banco de Negócios Internacional doou em Março deste ano. “Sem o apoio do BNI teria sido muito mais difícil concretizar todos os nossos projectos.

Esta carrinha ajudou o Comité poder sonhar mais alto e a considerar novos projectos que sem ela seriam impossíveis.

Obrigado BNI pelo apoio prestado ao Comité Miss Angola!” agradece Cecília Octávio manifestamente sentida com mais este apoio prestado pelo sector privado Angolano.

Ainda sob este tema a Nucha reforça a ideia que toda a ajuda é sempre muito bem recebida e que quanto mais pudermos juntar mais trabalhos serão realizados “Seria praticamente impossível fazermos tantos trabalhos se não tivéssemos o apoio dos nossos parceiros.” completou Nucha.

icon_emailShare Enviar por email
icon_print Imprimir
icon_increaseTxt
icon_decreaseTxt