Joana Castro é Miss Angola Portugal 2012

Nem sempre o número 13 é significado de azar e a prova disso é Joana Castro, a décima terceira concorrente e vencedora do concurso Miss Angola Portugal 2012.

 

O certame comemorou, este domingo, no  Casino Estoril, o seu décimo aniversário. Dez anos de uma gala que celebra a beleza, a cultura e o futuro de uma juventude promissora que quer participar no crescimento e desenvolvimento do país da palanca negra.

 

A sala de espectáculos do famoso casino português não poderia estar melhor trajada para acolher o evento angolano mais esperado na diáspora. As cortinas cor de ouro e o tecto repleto de “diamantes ”sobre um fundo cor de petróleo serviram de cena para a apresentação das dezoito representantes das províncias angolanas.

 

O evento começou às 23h30 mas o atraso de duas horas quase nem foi sentido depois de os anfitriões, a moçambicana Vânia Oliveira e Gabriel Niva, radialista e apresentador do programa 10/12 da TPA, terem rompido pelo palco para dar as boas vindas à elegante plateia.

Seguida da primeira aparição das candidatas ao título Miss Angola Portugal, a cabo-verdiana Shelsy Chantel foi a primeira artista a animar a noite e aproveitou o momento para divulgar o seu mais recente trabalho, “Tas Maluco”.

 

Entretanto, conhecidas as curvas das dezoito beldades no desfile de bikíni, seguiu-se a nomeação da Miss Imagem BFA, Ana Carolina, Miss Simpatia, Eunice Santos, Miss Fotogenia, Engrácia Garcia e Miss Pérola Negra, Miriam Rodrigues.

 

O angolanamente sensual Don Kikas mostrou aos presentes o porquê de ser considerado uma referência na música nacional e ainda evidenciou que é um sembista nato ao som de “Sexta-feira”. A gala contou também com as actuações de JD e Tótó, Eddy Tussa, Kelly Silva e do já habitual “kota” Bonga que fez questão de mostrar aos seus “kandengues” que ainda está no activo cantando, dançando e fazendo sorrir a plateia com uma leve chamada de atenção para a juventude. “A Europa anda perdida, mas nós lá em África ainda temos esse privilégio, o de controlar as nossas crianças”.

No décimo aniversário da gala, Mukano Charles, mentor do Miss Angola Portugal, quis agraciar com a distinção simbólica “Fidelidade”as entidades que têm acompanhado ao longo dos anos a concretização do certame, entre elas o Consulado Geral de Angola, representado pelo vice-cônsul Afonso José.

 

Chegada a hora da eleição, rufaram os tambores e ouviram-se as nomeações de Ana Carolina para 2ª Dama de Honor e Miriam Rodrigues para 1ª Dama. Por fim, o júri decidiu e Joana Castro coroada pelas mãos de Catarina Furtado, a Miss Angola Portugal 2011.

 

Joana Castro, para além deste título, já leva na bagagem as distinções de 1ª e 2ª Dama de Honor, no mesmo concurso, em 2008 e 2003, respectivamente.

 

 

@Vanessa Sanches

 

icon_emailShare Enviar por email
icon_print Imprimir
icon_increaseTxt
icon_decreaseTxt